Bom dia! Costa Rica/MS, Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020
Geral

Em Costa Rica, Poder Legislativo apoia a Campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica

11 Agosto 2020
31

O Legislativo costarriquense durante o mês de agosto ressalta a importância de denunciar a violência doméstica contra a mulher. Desta forma, em sinal de apoio, as servidoras e vereadoras se reuniram em frente à Câmara para o ato que simboliza a Campanha, o sinal de “X” vermelho na palma da mão.

 

Em meio à pandemia da COVID-19, a violência doméstica contra as mulheres aumentou consideravelmente. Muitas vítimas estão com dificuldade de denunciar o agressor ou de buscar ajuda, isso porque estão o tempo todo em sua companhia.

 

A campanha consiste em incentivar denúncias por meio de um símbolo: ao desenhar um “X” na mão e exibi-lo ao farmacêutico ou ao atendente da farmácia, a vítima poderá receber auxílio e acionar as autoridades.

 

Presente no ato simbólico, a vereadora Rosângela Marçal Paes (PL), falou da importância de a mulher fazer a denúncia contra o agressor.  “Fico muito triste ao saber que os casos de violência e feminicídio tem aumentado em nosso país durante a pandemia.  Mães, mulheres guerreiras, que buscam sua independência estão sendo maltratadas e humilhadas pela falta de humanidade dos parceiros. Por isso diga NÃO a violência contra a mulher, denuncie, busque ajuda. Mulheres vocês não estão sozinhas”, disse a vereadora Rosângela.

 

A vereadora Manuelina Martins da Silva Arantes Cabral, a professora Manuelina (MDB), reforça que “infelizmente, no Brasil, no que se refere a violência doméstica contra as mulheres os índices ampliaram significativamente, e em tempos de isolamento social a dificuldade de denunciar o agressor se tornou um grave problema. Essa campanha do X em muito contribuirá.

 

Empresário do ramo farmacêutico, o vice-presidente da Câmara, Jovenaldo Francisco dos Santos, o Juvenal da Farmácia (PL), elogiou a iniciativa adotada pelo governo municipal.

 

“A campanha é de suma importância. Estamos diante de um grau muito elevado de violência doméstica no nosso país. Quero parabenizar o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) por essa iniciativa, assim como nosso município e tantos os outros que aderiram à campanha. A farmácia é um lugar onde quase todos frequentam, e podemos ser parceiros e ajudar muitas mulheres”, diz Juvenal.

 

De iniciativa da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a Campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica foi lançada em todo o país em junho e aderida também pelo município de Costa Rica no mês de julho.

 

Campanha em Costa Rica

No mês de junho, o prefeito de Costa Rica, Waldeli dos Santos Rosa, assinou o termo de adesão a Campanha “Sinal Vermelho”. Atualmente Costa Rica conta com seis farmácias na Rede Municipal de Saúde que vão integrar a campanha como ponto de acolhimento e denúncia.

 

Com todas essas importantes ações, Costa Rica efetivamente entra para a lista de municípios sul-mato-grossenses que estão divulgando a campanha e ajudando mulheres vítimas de violência doméstica que não conseguem quebrar o ciclo da violência e, em razão do isolamento social, estão sendo obrigadas a conviver por mais tempo em seus lares com os agressores.

Fonte: Cassiane Mews/ Assessora de Comunicação da Câmara de Vereadores de Costa Rica com com informações da ASSECOM/PMCR

Mega-Sena acumula e próximo sorteio pode pagar R$ 45 milhões
Ganhadores da Nota Premiada MS de abril têm até o dia 14 para se cadastrar